domingo, 21 de fevereiro de 2016

Gilberto Malafaia - do Ministério de Madureira ao IBP

No dia 12 de janeiro de 2016, passou para a eternidade, aos 95 anos de idade, o veterano pastor Gilberto Gonçalves Malafaia. As novas gerações de crentes talvez o conheçam somente por ele ser pai do pastor Silas Malafaia da AD Vitória em Cristo (RJ). Entretanto, Gilberto Malafaia foi um dos mais destacados líderes das Assembleias de Deus no Brasil.

Nascido em Castro Alves na Bahia, ainda com 14 anos de idades mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro. Em 1939, converteu-se na AD em Madureira, na zona norte carioca. Logo após sua conversão cerca de 12 pessoas da família Malafaia aderiu a fé pentecostal. Dois de seus irmãos (Carlos e Moisés) tornaram-se pastores conhecidos no Ministério.

Ainda nesse período, Gilberto ingressou na Marinha (foi para a reserva como oficial em 1960). Constituiu família com a professora Albertina Lima Malafaia. Da união nasceram cinco filhos: Samuel, Sérgio, Suzana, Silas e Siléia.

Pastor Gilberto: um dos pioneiros no ensino teológico nas ADs

Seu longo percurso ministerial começou na AD em Madureira. No dia 04 de maio de 1958, foi ordenado presbítero por Paulo Leivas Macalão em festividade promovida no templo central do Ministério. Dois meses antes, Malafaia tomou uma atitude ousada para a época: matriculou-se no Seminário Teológico Betel. Isso num tempo em que o ensino teológico era alvo de acirrados debates nas ADs e proibido para os membros.

Chegou a dirigir uma congregação de Madureira no Rio, mas logo voltou para auxiliar na sede. Por razões não reveladas (talvez por causa dos usos e costumes na rigorosa Madureira daqueles tempos), Gilberto se desentendeu com a cúpula da igreja. Tinha um temperamento forte e independente demais para ficar calado diante de circunstâncias com as quais não concordava. Silas Malafaia comentou: "quando meu pai viu coisa errada lá, na reunião de presbitério, abriu a boca e falou! Era para ficar quietinho para ser promovido, para ser consagrado, e estava enfrentando autoridade...". 

Seria Paulo Macalão a "autoridade" enfrentada? É provável que sim. Como consequência disso a saída de Madureira foi inevitável. Refugiou-se com a família na AD da Penha, na época liderada pelo pastor José Santos. No novo ministério foi ordenado pastor em 1966 e as famílias Malafaia e Santos se uniram através do casamento de dois filhos de Gilberto (Samuel e Silas) com duas filhas de José (Elizabeth e Elizete).

Provocou controvérsias em 1962, ao fundar juntamente com o missionário estadunidense Lawrence Olson o Instituto Bíblico Pentecostal (IBP). Era algo avançado demais para a mentalidade da época, pois "era pecado estudar" na "fábrica de pastores". Líderes assembleianos não consentiam que os membros estudassem na "Escolinha do Lourenço e do Gilberto".

Mesmo com todas as dificuldades iniciais o IBP avançou e formou muitos obreiros. Vários jovens e crentes maduros na fé entravam no instituto, mesmo sob represálias com o firme propósito de aprender teologia. No IBP, pastor Malafaia fez de tudo um pouco por 30 anos. Foi professor, reitor, diretor administrativo, e com ele a família toda trabalhava ajudando.

Porém outros desafios ainda o aguardavam. Na década de 1970, pastor Gilberto iniciaria um novo trabalho da AD no Rio, e na CGADB enfrentaria o Ministério onde iniciou sua trajetória como obreiro. Na CPAD também teria seus embates. Assuntos para a próxima postagem.

Fontes:

ARAÚJO, Isael. Dicionário do Movimento Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2007

COSTA, Jefferson Magno. Pastor Gilberto Malafaia - Homem de fé, visão e coragem. Rio de Janeiro: Editora Central Gospel, 2014.

6 comentários:

  1. Muito boa matéria Deus continue te abençoando em sua s pesquisas!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns meu nobre Irmão Mario Sérgio, que Deus continue lhe abençoando em suas postagens.
    Posso publicar em meu blog lhe dando os créditos merecidos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela consideração meu irmão! Fique a vontade para publicar em sua página os textos.

      Excluir
  3. Olá Historiador Mario Sergio, já publiquei em meu blog sua postagem e lhe agradeço. Meu Link: http://robertoumavoz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu irmão! É uma honra contar com sua amizade e divulgação do blog.

      Excluir
  4. E o irmão do Pr.Gilberto, o Pr.Moisés Malafaia? Li na internet que ele foi assassinado em 1967? Ele era pai do Pr.Moysés Malafaia da Projeto Vida Nova?

    ResponderExcluir