sábado, 7 de maio de 2016

Matheus Iensen e irmãos Falavinha - do interior do Paraná para o Brasil

Há mais de 50 anos, surgia no interior do Paraná, um dos mais bem sucedidos e memoráveis ministérios de louvor dentro das Assembleias de Deus e da comunidade evangélica em geral: Matheus Iensen e irmãos Falavinha.

Tudo teve início, quando o jovem Iensen comprou seu acordeon de 48 baixos na cidade de Faxinal no interior do Paraná e formou dupla com sua esposa Mercedes Falavinha Iensen. Cantavam principalmente os hinos "Seguindo Jesus" e "Dia glorioso". Ao mudar-se para Marilândia do Sul juntou-se ao casal a cunhada Raquel Falavinha.

O repertório agradou, e logo os cantores sacros eram presença constante e obrigatória nas festividades nas igrejas da região. A "agenda de compromissos era intensa e concorrida". Com o tempo, os irmãos Enéias e José Falavinha uniram-se às irmãs para as primeiras gravações.

Iensen e irmãos Falavinha: ministério profícuo no louvor

Com o sucesso, o desejo de gravar se concretizou com a produção de dois compactos duplos. Além do vocal composto por Matheus e as irmãs Falavinha, acompanharam no instrumental o pastor Antônio de Castro (bandolin), Enoque Falavinha (violão), maestro Antônio Veriano (violão), e o próprio Iensen no acordeon.

Sem acesso a modernos recursos técnicos, a gravação foi improvisada num salão nos fundos do templo da Assembleia de Deus em Apucarana (PR). De posse de um simples gravador Philips de 50 ciclos, o grupo registrou suas belas canções. Com tudo pronto e muita ansiedade, Matheus Iensen viajou para São Paulo e levou o tape para a fábrica Continental.

Porém, a falta de experiência adiou momentaneamente a alegria dos nobres cantores. As gravações das matrizes na Continental eram feitas em 60 ciclos. Como as gravações do Philips eram em 50 rotações, as vozes ficaram fora de rotação e pareciam de crianças. Ao reunir os familiares e amigos para a audição a "decepção foi geral." - segundo seus biógrafos.

Apesar da tristeza, Iensen orientado por um diretor da empresa, refez as gravações em um aparelho cedido pela própria Continental. A perseverança rendeu seus frutos, pois os simples compactos tiveram notável aceitação entres os crentes. Em pouco tempo, o ministério de Matheus Iensen e irmãos Falavinha ganhou impulso e reconhecimento.

Com mais experiência e cuidado outras gravações vieram. Memoráveis canções como "Oração de mãe", "Saudação", "Mais que milionário", "O peregrino", "Gozo real", "Hora de partir" entre outras. Em 1967, na tarde de encerramento da 8ª Conferência Mundial Pentecostal realizada no Rio de Janeiro.

Paralelamente, Matheus Iensen aventurou-se com êxito no rádio apresentando em 1964 o programa "Musical Evangélico" na cidade de Apucarana. O sucesso foi enorme, e com transferência das suas atividades para Curitiba em 1966, o programa alcançou "fantástica audiência".

A conjugação do sucesso radiofônico com as apresentações nas igrejas, tornou os assembleianos paranaenses um fenômeno de vendas. Segundo matéria da revista A Seara, Iensen (formando duetos e quartetos com os Falavinha) vendeu mais de 30 mil discos na década de 1960.

Assim, os louvores da família do Paraná tornaram-se conhecidos, executados e cantados em milhares de lares e igrejas pelo Brasil. As letras dos hinos; simples, mas com forte mensagem evangelística e a identificação do povo com os cantores, fez de Matheus Iensen e irmãos Falavinha uma referência na área do louvor evangélico que atravessa gerações.

As ações de Matheus como empresário de mídia cristã e a carreira política também repercutiram muito. Mas são interessantes e polêmicas histórias para outras postagens. 

Hoje, Iensen e sua esposa Mercedes (e os demais Falavinha) desfrutam do merecido descanso em sua velhice. Ficou o legado musical, não muito lembrado atualmente.

Fontes:

CARVALHO, Roberto de. IENSEN, Andréa. Matheus Iensen: minha vida, minha história. Curitiba, 2001.

A Seara, nº 83, março de 1970. Rio de Janeiro: CPAD.

4 comentários:

  1. Excelente postagem. A memória musical evangélica brasileira precisa ser resgatada e valorizada!
    Parabéns pelo trabalho!

    Grato!


    Jedielsouza@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. parabéns pela postagem, tenho curiosidade de saber se o pastor Mateus Iensem ainda é vivo

    ResponderExcluir
  3. Sim, vivo e morando em Curitiba. Tem participado da programação através de programas gravados. Ouvi ele ao vivo no programa de 1 de maio de 2016. Era aniversário do programa Musical Evangelico. Tem estado doente, com dificuldades para falar devido a um tratamento dentário.

    ResponderExcluir
  4. Ola,bom dia.
    A paz e a graça seja com todos.
    Alguém pode me dizer aonde consigo partitura do hino a colheita findou ou a informação se ele pertence a algum hinário?
    gersoneziom@!yahoo.com.br
    whatss 51 992878977

    ResponderExcluir